Cotidiano Curiosidades

Como funciona o sistema de saúde na Alemanha

Pinterest LinkedIn Tumblr

Você já ouviu dizer que o sistema de saúde na Alemanha é público, mas é pago? Parece contraditório, mas faz sentido. O Alemanha Cast te explica como funciona o atendimento médico no país.

Que o sistema de saúde na Alemanha é bem diferente do SUS, é um fato. Mas, para quem chega ao país, pode ser um pouco confuso. Afinal, dizem que o sistema é público, mas é pago. Como assim? 

Para te ajudar a entender como tudo funciona, vamos explicar como o sistema de saúde da Alemanha foi criado, como é mantido, quem está coberto e o que fazer caso ocorra uma emergência e a pessoa não tenha a cobertura do seguro saúde.  

Como foi criado o sistema de saúde na Alemanha

No final do século XIX, os trabalhadores alemães se viram completamente desamparados diante de acidentes de trabalho e demissões em massa. Assim, criaram sindicatos e se filiaram a partidos políticos, na esperança de alcançarem as desejadas mudanças no cenário social.

No ano de 1883, preocupado com o rumo que as manifestações populares estavam tomando, o Chanceler Otto von Bismarck criou o primeiro dos muitos seguros do país, o seguro saúde da Alemanha, dentre outras medidas tomadas para controlar a situação e proteger o Parlamentarismo. A partir de então, foi lançada a base para o sistema de saúde alemão. 

Naquela época, ficou estabelecido que os empregados deveriam arcar com 2/3 dos custos do seguro saúde. Por outro lado, os empregadores pagariam pelo 1/3 restante. Desse modo, o sistema de saúde na Alemanha tomou uma forma solidária, quando indivíduos jovens e saudáveis pagam para cobrir os custos da recuperação de indivíduos doentes e mais velhos. Mas, cobria apenas uma pequena parte da população. E hoje?

Seguro saúde obrigatório

Atualmente, os custos são divididos igualmente entre empregador e empregado. No total, o valor representa cerca de 15% do salário bruto. Destes, 7,5% são pagos pelo trabalhador e 7,5% são pagos pela empresa. Ou seja, quem recebe mais, paga mais e quem recebe menos, paga menos. Porém, trabalhadores autônomos pagam o valor integral.

Além disso, desde 2007, ter algum tipo de seguro passou a ser obrigatório para qualquer pessoa que esteja no país, seja cidadão, estudante, residente ou turista. Mas, o serviço público não deveria ser gratuito? Na verdade, nada é de graça, em lugar nenhum. O que acontece no Brasil é que os custos do SUS são cobertos pelos impostos pagos pelos cidadãos, mas administrados integralmente pelo governo, passando a impressão de que é “de graça”. Por outro lado, na Alemanha, os cidadãos podem ver o valor abatido diretamente do salário mensalmente. 

Como funciona o sistema de saúde na Alemanha

O sistema de saúde é baseado em planos públicos (Gesetzliche Krankenkasse ou GKV) e privados (Private Krankenversicherung or PKV). No primeiro caso, o dinheiro arrecadado, cerca de €410 bilhões/ano, é repassado para operadoras públicas que contratam profissionais, clínicas e laboratórios para a prestação de serviços médicos e a realização de exames. 

Entretanto, caso seu salário ultrapasse €54.900/ano, você pode optar por contratar uma seguradora privada. De fato, os planos privados oferecem algumas comodidades, como quarto individual em caso de internação, atendimento prioritário em marcação de consultas e a cobertura de alguns tratamentos para doenças mais graves, por exemplo. 

De início, os planos privados costumam custar mais barato que o público. Mas, com o passar dos anos, o valor aumenta à medida que a necessidade de atendimento também se torna mais frequente. Porém, como o beneficiário do plano privado nunca contribuiu para o sistema do governo, fica extremamente difícil migrar para o atendimento público.

Um detalhe interessante, é que nenhuma operadora do setor público pode rejeitar um cidadão, não importa se ele tem alguma doença pré-existente. Já no setor privado, é feita uma avaliação para determinar a condição física do contratante e o valor a ser pago. 

Quem recebe cobertura do plano de saúde

Basicamente, todo contribuinte tem direito à cobertura básica como consultas, exames, procedimentos e até remédios, que podem sair por um preço muito baixo devido a convênios das farmácias com as seguradoras. Também é possível conseguir tratamento dentário, mas a cobertura vai variar de caso para caso e pode ser que o usuário precise pagar um valor adicional pelo serviço.

Ao mesmo tempo, seus dependentes diretos que não trabalham também estão incluídos no plano sem custo adicional, como filhos até 18 anos. De fato, até mesmo a esposa grávida pode ser adicionada ao plano quando chega ao país. 

Como se registrar no sistema de saúde da Alemanha

Antes de qualquer coisa, para que tudo isso seja possível, estrangeiros devem fazer o Anmeldung ou o registro na Prefeitura da cidade o mais rápido possível. Após o registro, você deve contratar uma das operadoras do governo que prestam serviços ou uma seguradora privada. Em seguida, você receberá um número de seguro social ou Sozialversicherungsnummer, além de um cartão com foto que você deve apresentar em toda ida ao médico ou dentista.

O que fazer em caso de emergência médica na Alemanha

No sistema de saúde da Alemanha, o procedimento em caso de emergência é o mesmo tanto para o plano público quanto para os privados. Sendo assim, procure pelo Hausarzt da sua região ou, dependendo do horário, vá direto a uma clínica ou hospital. Também é muito útil saber os telefones de emergência na Alemanha.

Porém, apesar do seguro saúde ser um requisito para se entrar no país, pode acontecer a perda do emprego ou outra situação extrema. Sendo assim, se você não está coberto pelo seguro saúde na Alemanha, a Embaixada do Brasil em Berlim informa que algumas entidades prestam atendimento médico e aconselhamento gratuito. Para mais informações, visite o site oficial da Embaixada do Brasil.

Vale a pena?

O sistema de saúde da Alemanha, atualmente, é considerado um dos melhores do mundo. É claro que a qualidade e a rapidez no atendimento vão depender do local onde você mora. Porém, no geral, o serviço é eficiente e cumpre o que promete: garantir o acesso ao atendimento médico para qualquer cidadão, independentemente de sua situação financeira.

O que você acha do sistema de saúde alemão? Você já precisou de atendimento médico na Alemanha? Compartilhe sua experiência com a gente logo abaixo nos comentários ou no Instagram. Aproveite para saber tudo sobre a cultura e o cotidiano na Alemanha ouvindo o nosso Podcast.

Criador, host e editor do Alemanha Cast.

Deixe seu comentário