Você quer aprender alemão, mas não existe curso na sua cidade? Ou, então, está faltando dinheiro? Ou os horários do curso não fecham com a sua rotina? Kein Problem! Existem várias opções muito baratas, ou mesmo gratuitas, para estudar alemão em casa, no intervalo do trabalho ou até no carro ou no transporte público. Aqui, vou citar apenas algumas delas, suas vantagens e desvantagens, e como utilizar cada uma para aproveitar melhor o seu potencial.

Duolingo

O Duolingo é o app mais popular hoje em dia para o aprendizado de idiomas. Ele funciona como um jogo. Conforme você vai avançando nas lições, vai ganhando pontos e dinheiro virtual que pode trocar por “prêmios”, como lições extras, uma roupinha nova pro mascote, ou desafios. Além disso, você também pode estabelecer metas diárias de estudo. Quanto mais tempo conseguir manter sua meta, mais pontos vai ganhando. E se você é uma pessoa competitiva, vai adorar a função de seguir seus amigos e ver quem fez mais pontos na semana, no mês e no total.

As lições vão ficando mais difíceis conforme você vai avançando e você pode sempre voltar para revisar as lições passadas. Aliás, deve voltar, pelo menos algumas vezes, até fixar bem o conteúdo, pois do contrário acabará esquecendo o que aprendeu.

O Duolingo pode ser acessado tanto no aplicativo pelo celular quanto pelo navegador no computador. A versão desktop tem a vantagem de ter explições de gramática para algumas lições. Vale destacar que você não ficará fluente usando somente o Duolingo. Porém, ele é ótimo para construir uma boa base do idioma, estudando de forma leve e divertida.

O app é grátis, mas você também tem a opção de pagar, caso não queira ver os anúncios. 😉

Tinycards

O Tinycards, também gratuito, é dos mesmos criadores do Duolingo e pode ser considerado uma extensão do seu “app-pai”. É ótimo para decorar vocabulário, principalmente com os temidos artigos der, die, das. O princípio do aplicativo é a simples e pura memorização de palavras. Portanto, deve ser usado apenas como complemento, não como fonte principal do seu aprendizado.

Mosalingua

Outro aplicativo para celular, este sem a opção de acessar pelo navegador. O Mosalingua tem a versão grátis, mas funciona mais como uma “demo”. Se quiser aproveitar todo o potencial deste app, tem que pagar. Na Playstore, quando comprei, estava custando cerca de € 5,00 (cinco euros).

O que eu acho bom do Mosalingua (e que foi a razão que me fez pagar por ele), é que tem vários exemplos de frases bem parecidos com a vida real, além de ótimos diálogos, piadas e citações de pessoas famosas. Ele também é repleto de frases muito úteis para usar em restaurantes, hotéis e pontos turísticos, o que o torna altamente recomendável para quem quer apenas viajar e não necessariamente morar em países de língua alemã.

Além disso, as palavras e expressões aparecem para serem revisadas em intervalos de tempo pré-programados, calculados com base em estudos cognitivos, para aproveitar ao máximo os momentos ideiais para memorizar, quando o seu cérebro está quase esquecendo. Pelo menos comigo, isso tem funcionado bem.

Entretanto, o Mosalingua também tem alguns problemas. São detalhes que eu talvez até deixaria passar, se não tivesse pago pelo material, mesmo tendo sido barato. Por exemplo: já peguei algumas traduções erradas, erros de digitação e erros de gramática; as frases principais são gravadas por falantes nativos, mas também tem muitas frases que são com a voz do Google. Repito, são coisas pequenas, mas para um app pago, acho que não deveriam acontecer.

Outra desvantagem é que as palavras e frases não estão muito bem organizadas por níveis. Tem algumas no nível basico que são muito difíceis, enquanto outras categorizadas no nível intermediário são muito fáceis. Ah, e também não tem nenhuma explicação de gramática.

Minha dica: Se você deseja usar esse aplicativo, primeiro pratique um pouco e desenvolva um conhecimento básico em outro recurso. Depois, o Mosalingua será um ótimo complemento para auxiliar na memorização de palavras e adquirir mais fluência na formação de frases. E você estará empoderado com informações suficientes para identificar e ignorar seus inevitáveis erros e incoerências.

DW – Deutsch lernen

Esta página do Deutsche Welle é minha fonte favorita de recursos para estudar alemão. Você pode filtrá-los pelo seu idioma materno e pelo seu nível de alemão, que vai do mais básico (A1) até o mais avançado (C2). Nos cursos de nível A1 até B1, tem tradução. A maioria (e os melhores) estão disponíveis somente em inglês, mas também tem bastante coisa em português. Já do nível B2 pra frente, é tudo somente em alemão.

Do nível A1 até o B1, eu estudei com o Harry, que é um rapaz que fica preso no tempo, repetindo sempre o mesmo dia e, para escapar, precisa aprender alemão. São 100 capítulos, cada um com um vídeo de 5 minutos, pdf com informações culturais sobre a Alemanha, pdf com explicações de gramática e exercícios interativos. A história te prende, você quer saber o que acontece no próximo episódio, e vai aprendendo junto com o personagem. 😀

Este é só um exemplo, mas tem muitos outros de todos os tipos e para todos os gostos. Vale a pena navegar e descobrir com qual material você se adapta melhor. E para níveis mais avançados, tem publicações semanais com temas do dia-a-dia e também alguns exercícios.

Podcasts

No próprio site do DW, você também pode assinar ao feed de alguns dos recursos em forma de podcast, inclusive notícias diárias lidas lentamente. Geralmente, são áudios curtos, de 5 a 10 minutos de duração, que você pode ouvir no caminho para o trabalho ou em algum outro pequeno intervalo da sua rotina. Além desses, eu também recomendo o Slow German, que sempre traz temas muito interessantes sobre a cultura alemã.

Ouça os podcasts regularmente, mesmo sem entender nada. Se necessário, ouça o mesmo programa mais de uma vez e tente identificar algumas palavras. Este é um ótimo exercício para “treinar seu ouvido” e se acostumar com os sons do idioma.

Músicas

Comece a pesquisar bandas e cantores do seu estilo de música favorito em alemão. Procure na internet a letra e a tradução das canções para entender o que está sendo cantado. Quando você gostar muito de uma música, provavelmente vai acabar ouvindo várias vezes e decorando, consequentemente aprendendo algumas palavras e frase em alemão. 🙂

Filmes e séries

Se você é fã de filmes e/ou séries, procure originais em alemão. Assista uma vez com áudio original em alemão e legenda em alguma outra língua que você entenda bem, para conhecer a história. Depois, assista uma segunda vez com áudio e legenda em alemão.

Pode ser que dê um pouco de cansaço, por conta esforço de tentar entender um idioma que você não domina muito bem. Mas não desista, lute contra o sono e o tédio, assista até o fim e torne disso um hábito. Ver as frases utilizadas em um contexto e associadas com imagens é uma das formas mais efetivas de aprender palavras novas.

Mas, atenção. Escolha sempre filmes em que o áudio original é em alemão. Isto porque, em filmes dublados, muitas palavras são alteradas para combinar com o movimento da boca dos atores, e acaba ficando muito diferente da legenda. As legendas de áudio original também não serão sempre idênticas ao que está sendo falado, por falta de espaço na tela, mas são mais parecidas do que os áudios dublados.

Vídeos no YouTube

Existem vários canais inteiramente dedicados ao ensino e aprendizado das mais diferentes línguas no YouTube. Um que eu gosto de assistir e recomendo é o Easy German. Neste canal, eles entrevistam pessoas nas ruas da Alemanha, e você pode ouvir diversos sotaques e expressões que os alemães usam no dia-a-dia e dificialmente serão ensinados em um curso.

Eles também têm alguns vídeos entitulados Super Easy German, onde falam mais devagar e explicam vocabulário ou regras gramaticais mais básicas. Todos os vídeos são legendados em alemão e inglês.

Mas como eu disse, existe uma infinidade de outros canais no YouTube. Com certeza um ou mais deles vão combinar com o seu estilo de aprendizagem. 😉

Livros, revistas, notícias, gibis…

Leia. Escolha um material que você goste e encare o desafio. Se você costuma acompanhar notícias, por exemplo, escolha um jornal alemão na internet e tente ler uma reportagem ou um parágrafo por dia. Se gosta de livros, leia uma página por dia de um livro que você já leu em português. Se você mora no Brasil, procure revistas, livros e gibis em alemão para comprar em sebos ou na internet. E-books e revistas virtuais também são uma boa opção.

Para ler, primeiro procure identificar as palavras que já conhece e entender o contexto. Busque no dicionário as palavras que faltam para completar o sentido da frase. Só no final, como último recurso, se realmente não entendeu, cole a frase no Google para ver a tradução. Mas sempre tente primeiro entender sozinho. Com o tempo, você vai ver que algumas palavras se repetem e não precisará mais recorrer tanto ao dicionário. Com o passar dos meses, esta atividade ficará cada vez mais fácil e divertida. Você estará aprendendo alemão! 😀

Faça sua própria experiência de imersão

É claro que o melhor tipo de imersão é viajar e passar um tempo in loco, em algum país de língua alemã. Mas nem sempre isso é possível. Então, crie você mesmo a sua própria “mini-imersão”. Entre nas configurações do seu computador, celular e contas de redes sociais e mude o idioma para alemão. Nos primeiros dias, você ficará um pouco perdido, mas em pouco tempo já terá aprendido palavras como “abrir”, “salvar”, “deletar”…

Espalhe post-its pela casa com os nomes dos objetos. Assim, sempre que for abrir a geladeira, vai lembrar que em alemão ela se chama “Kühlschrank” e, quando for assistir à televisão, vai lembrar que em alemão ela se chama “Fernseher”. Não ligue se seus amigos vierem te visitar e acharem estranho sua casa estar coberta de post-its. Mostre a eles que você está aprendendo outro idioma e isso é muito legal! 🙂

Passe a fazer sua lista de compras para o supermercado em alemão. Saber o nome dos ingredientes que você costuma comer é um conhecimento muito útil, seja para morar em outro país, ou apenas para viajar e entender os cardápios dos restaurantes.

E é claro, estes macetes também são válidos mesmo que você já esteja morando na Alemanha. Muita gente que mora por aqui, usa o idioma só na rua e acaba não aprendendo tão rápido quanto gostaria. Então, siga as dicas acima e traga a Alemanha para dentro da sua casa também. Não deixe o idioma do lado de fora ao fechar a porta.

Dicas e considerações finais

Neste post, eu coloquei apenas alguns dos materiais e métodos disponíveis por aí. Existem muitos outros, mas estes são os que eu usei, ao longo de dois anos de estudo, e gostei. E é claro que você não precisa utilizar todos eles, principalmente se não tiver muito tempo.

Mas escolha pelo menos dois ou três dos recursos da lista acima que se complementem entre si. Por exemplo: para um nível bem básico, Duolingo, mini-imersão e músicas; para um nível intermediário, leitura, filmes e um curso do DW. Você escolhe. O importante é adaptar as dicas conforme seus hábitos e suas preferências.

Tente se organizar e faça uma agenda de estudos semanal que seja realista com a sua rotina. Pense em uma hora do dia em que você costuma ficar ocioso ou zapeando pelas redes sociais e programe um despertador no celular. Resista à tentação de ficar “só mais 5 minutinhos”… E não desista. Disciplina e persistência são os principais ingredientes para aprender um novo idioma.

Quanto mais tempo por dia você estudar, mais rápido vai aprender. Mas lembre-se: se você não tem muito tempo, 20 minutos por dia, todos os dias, são melhores do que várias horas seguidas só de vez em quando.

Desejo bom estudo a todos vocês. E não esqueçam de voltar aqui para contar como foi a sua experiência. 😉


Se você gostou deste post, confira também:

Autor: Gabriele Tschá

Deixe seu comentário

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com