Cotidiano

O que fazer para imigrar com seu animal de estimação para a Alemanha?

Pinterest LinkedIn Tumblr

O que fazer para imigrar com seu animal de estimação para a Alemanha?

Uma dúvida muito comum no processo de mudança de país é como levar seu animal de estimação. Independentemente do país que você esteja migrando, levar seu pet junto é uma atividade burocrática e que pode trazer muita dor de cabeça caso não se tenha conhecimento de todas normas envolvidas no processo. Na Alemanha não é diferente e para trazer seu animal de estimação para o país é preciso respeitar as regras da União Europeia.

É importante frisar que nem todas os tipos de animais podem vir para a Alemanha e que o país possui restrições em relação a algumas raças de cachorro. No  site Zoll você pode encontrar mais informações a respeito dessas limitações.

Preparação

O processo de trazer seu animal de estimação para a Alemanha consiste em algumas etapas. A primeira delas é a do microchip. Esse microchip funciona como um dispositivo de identificação e é implantado na pele do animal. O chip é um requisito da União Europeia e precisa ser implantado antes das primeiras doses da vacina antirrábica. Essa ordem precisa ser respeitada pois a partir do momento que o microchip é fixado, o seu número de identificação fica vinculado ao cartão de vacina do animal.

A segunda etapa é a de aplicação de vacina antirrábica no animal. A aplicação da vacina é necessária independentemente da data da última vacina. Além disso, a vacina precisa ser reconhecida pela União Europeia: as vacinas distribuídas pelo governo brasileiro em campanhas de vacinação, por exemplo, não são válidas internacionalmente. O registro da vacina é feito através do cartão de vacinação com carimbo do veterinário e registro CRV do profissional.

Depois disso é preciso coletar uma amostra de sangue do animal para fazer uma testagem para conferir se a vacina foi efetiva e se o animal tem a quantidade necessária de anticorpos contra a raiva. Esse exame deve ser feito de 30 a 40 dias após a vacinação em um laboratório homologado.  O resultado pode demorar a ser liberado e por isso também é importante considerar esse período para futuras etapas do processo de mudança.

Uma vez recebida a sorologia é necessário entrar em contato com o Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (VIGIAGRO) para a emissão do Certificado Veterinário Internacional (CVI), que é exigido pelas companhias aéreas que fazem o transporte de animais. É preciso ir em um veterinário para adquirir um atestado das condições de saúde do animal e, até 72 horas antes do embarque faz-se necessário apresentar esses documentos à VIGIAGRO. Portanto, esta etapa do processo deve acontecer em paralelo com o agendamento do seu voo. 

Escolhendo a Companhia Aérea

A escolha da companhia aérea também exige atenção. É preciso considerar as regras e condições da companhia, que podem variar bastante de uma empresa para outra. Também é preciso agendar a passagem do animal com certa antecedência pois existe um limite de animais por voo. 

O transporte do pet pode ser feito na cabine ou no bagageiro do avião, a considerar a companhia aérea, peso e tamanho do animal. Para cada caso existem especificações do tamanho e tipo de caixa em que o animal é transportado. Essas condições variam muito de companhia para companhia e devem ser atentamente analisadas pois a empresa fará a checagem de todas essas especificações antes do embarque do animal.

Chegando na Alemanha

Na chegada da Alemanha, ainda no aeroporto é preciso declarar a chegada do animal podendo ser necessário mostrar todos os documentos deste. Além disso, uma vez já estabelecido em sua nova residência é necessário fazer o registro do animal na prefeitura. Caso você mude de cidade mais tarde será preciso tirar o registro do pet daquela cidade e fazer um novo registro na cidade da mudança. Nesta etapa também é obrigatória a apresentação de todos os documentos do animal. 

Tendo esse processo realizado, se seu animal de estimação é um cachorro você terá que pagar um imposto anual que varia de cidade para cidade. Ainda, existem outras obrigações para quem tem cachorro na Alemanha que merecem atenção; um exemplo disso é que para usar transporte público com seu pet é preciso pagar uma passagem para o mesmo.

Visto tudo isso, é importante considerar um bom tempo – de 6 a 10 meses- para todo o processo de trazer seu animal para a Alemanha. Sendo um processo caro, demorado e burocrático é importante pesquisar todas informações atentamente, e diretamente dos órgãos responsáveis, para não cometer falhas. 

É extremamente importante considerar o bem estar do seu pet pois mesmo que realizada da maneira mais confortável possível uma viagem longa é sempre estressante ao animal. 

Deste modo, é necessário planejar muito bem a viagem para que esta ocorra da melhor maneira possível – tanto para você quanto para seu bichinho!

Quer saber mais?

Discutimos o assunto mais profundamente em nosso Podcast episódio número #22. O episódio pode ser conferido nas plataformas de streaming Itunes, Spotify, Google podcasts e também em nosso site.

Criador, host e editor do Alemanha Cast.

Deixe seu comentário

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com