Em janeiro de 1944, Estados Unidos, União Soviética e Reino Unido se uniram para preparar um documento conhecido como Instrumento de Rendição Alemã. A assinatura e validação do documento, porém, demorou um pouco mais.

Algum tempo depois, em maio de 1945, as forças aliadas fizeram o Alto Comando alemão assiná-lo. Eles confiaram no documento como forma de garantir o fim da Segunda Guerra Mundial de uma vez por todas. Mas, por que isso foi necessário? Em que dia o Instrumento de Rendição Alemã foi assinado? Confira a seguir.

O que foi o Instrumento de Rendição Alemã

Basicamente, o documento foi uma forma de assentar por escrito o fim da Segunda Guerra. Em outras palavras, as forças aliadas não confiavam na palavra das autoridades alemãs. Por isso, os países se uniram em janeiro de 1944 para começar a formular o que viria ser uma garantia assinada de rendição. Dessa forma, o Alto Comando Alemão provaria que estava ciente de sua própria derrota. Mas, o que esse documento histórico abrangia? Ele foi estruturado em três partes. Cada uma com um objetivo específico. A partir de agora, veja como os aliados formularam o documento.

Como foi escrito o documento

Para começar, a primeira parte do Instrumento de Rendição Alemã tratava da derrota. Ela deixava claro que “o Governo Alemão e o Alto Comando Alemão, reconheciam a derrota completa sofrida pelas forças armadas alemãs. Isso incluía forças por terra, mar ou ar, anunciando assim sua rendição incondicional”. 

Em seguida, a segunda parte do documento dizia respeito à rendição militar do Alto Comando. Além disso, descrevia a entrega de todo seu arsenal bélico, a evacuação de todo e qualquer território ocupado fora do território oficial alemão (como estabelecido até 31 de dezembro de 1937). Também citava a responsabilidade que tinham como prisioneiros de guerra.

Concluindo, a terceira e última parte do Instrumento de Rendição Alemã tratava de assuntos mais profundos:

  • Para começar, a rendição do Governo Alemão aos aliados. A entrega de todo o poder e autoridade.
  • Em seguida, a libertação de prisioneiros e trabalhadores forçados e sua repatriação imediata.
  • Depois, a interrupção de todas as transmissões de rádio.
  • Fornecimento de informação de inteligência.
  • Manutenção de armas e infraestrutura.
  • Entrega imediata de líderes nazistas para passarem por julgamento pelos crimes de guerra cometidos.
  • Por fim, a concessão de poder para representantes aliados para emissão de ordens e instruções sobre assuntos militares, financeiros, econômicos, administrativos e políticos após o reconhecimento completo da derrota alemã. 

Que dia o documento foi assinado?

A decisão de se renderem ficou pública no dia 08 de maio de 1945. No entanto, representantes assinaram uma versão inicial do Instrumento de Rendição Alemã, de forma simbólica, um dia antes. Assim, em uma cerimônia simbólica, na manhã do dia 07 de maio de 1945, autoridades alemãs assinaram o que passaria a vigorar no dia seguinte. Ou seja, a vitória é celebrada entre 07 e 09 de maio. Tudo depende do país a lembrar o feito.

Quer saber mais sobre a vida e cultura alemã? Clique aqui e siga o Alemanha Cast no Instagram.